Ago 24

Depoimento à Lusa

Cavaco veto união de facto Lusa

“Cavaco Silva está a dizer que não é notário nem a Rainha de Inglaterra e que o Presidente da República também pode ter a sua concepção da vida e do Mundo”, considerou, por seu turno, o professor do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) Adelino Maltês.

O veto de hoje, por exemplo, traduz uma visão “mais próxima das causaas católicas e confessionais”, diferente de “uma outra perspectiva, que não tem essa hierarquia de causas”.

Adelino Maltês lembrou que Cavaco Silva “teve o cuidado de dizer que não faria declarações político-partidárias” dada a proximidade das eleições legislativas, “mas fez este veto, e imediatamente houve um alinhamento dos partidos”.

Sobre a quantidade de vetos, o especialista ironizou: “Doze era considerado um número perfeito, um sinal de plenitude. O problema é se passa para o 13, que é o número do azar”.

 

 

Lisboa, 24 Ago (Lusa)