Saudades de carbonarios e traulitanios, contra os bonzos

Que saudades eu tenho dos sucessivos carbonarios e dos reais traulitanios, num tempo em que estao no poder as varias comissoes de honra das candidaturas presidenciais e os muitos comendadores, socraticos, maneleiros ou portiferos, assim todos postos em fila, para que nao sequem as torneiras do subsidio, da cunha e do “outsourcing”. Nem os publicanos sao os herdeiros de Machado Santos, que certos formigas bonzas mandaram assassinar em 1921, nem os monarquicos assumem o paladino Paiva Couceiro, das incursoes e das restauracoes, alias, logo desterrado pela salazarquia. Estava aliado em patriotismo e liberdade a Norton de Matos, que lhe vai prefaciar um livro africanista. Ate um dos chefes da Traulitania era Luis Magalhaes, o filho de Jose Estevao. Ate levou a tribunal, como testemunha de defesa a malta do 31 de Janeiro, com destaque para Basilio Teles. Facam queixinhas a Policia Municipal… e desculpem o teclado sem acentos…

Comments are closed.