O ministro da província

Miguel Relvas, em directo nas televisões por cabo, anuncia que iniciou a reforma do Estado, em nome do municipalismo. Ainda não explicou foi a águia de duas cabeças que faz depender o secretário da administração pública de outro ministro. Ou será apenas música celestial em dó menor, longe do Terreiro do Paço e das arcadas das finanças?

 

Miguel Relvas encarna bem aquilo que, na 1ª República, se dizia de certa personalidade política: eis o ministro da província!

Comments are closed.