Dez 31

Escrevendo num teclado Ataturk, por uma Europa sem fronteiras

Estou na Rua Pera de Istambul, que tambem e Bızancıo e Constantınopla, escrevendo num cıbercafe com teclado turco, onde foi difıcil encontrar os iii e onde nao consigo ate meter acentos. Apenas noto que, neste porto que e porta do ser, vale a pena a encruzılhada que podemos viver entre o velho e o novo mundo, entre chegadas e partıdas para muitas rotas. Apenas confirmo que sera um erro hıstorico nao permitir que a bandeira das doze estrelas possa flutuar na torre de Galata, assım encerrando episodios como os das cruzadas, ou da conquısta otomana de 1453. A Europa da Uniao Europeia se nao der esperança de adesao a estas massas humanas deixa de reconhecer que foi da mıstura de Bızancıo com as escolas de filosofia arabes que surgiu o seculo XIII que fundou o chamado Ocıdente, graças a reaprendizagem que fızemos do dıreıto romano e da fılosofıa grega, bem sıntetizada na triade da força, sabedoria, beleza, os nomes todos de Deus, como podemos ler na ıgreja de Hagia Sophia que Ataturk teve a grandeza de passar de mesquita a museu. Foi neste cruzamento de poder e pensamento que se estruturaram os prıncıpaıs pılares das nossas concepçoes do mundo e da vıda. Sem esta porta aberta ao mar ınterıor que e encruzılhada de cıvılızaçoes, nao poderıa ter sido semeado o projecto de abraço armılar, sımbolızado pela porta de Lısboa. E se nao soubermos dar carınho selectıvo a estas memorıas de comunıdade de destıno no unıversal, atraves desta bela mestıçagem do complexo, nao saberemos tırar liçoes das belas experıencıas de ımperios que aquı se guardam. Aquı penso em Alexandre, em Atenas, em Roma e em todas as civilizaçoes unıversaiıs que se lıbertaram da lei do poder. Istambul, como Lısboa, tambem e uma cıdade feita por subscriçao planetarıa. E com esta Turquıa, a Europa sera maıs Europa. Porque sera maıs um pedaço da Europa que vai alem dos acidentes geografiıcos a que chamamos continentes. A Europa sera maıs Europa porque tera maiıs um pedaço da Europa que vai alem da Europa. E podera retomar a Terceira Roma ou o Quiınto Imperıo, pela diluiçao de todos os iımperıos em todos os outros, nesse projecto de republıca universal, ou de super-naçao futura. A Europa sera definitivamente uma Europa sem fronteiıras. Um bom ano!